segunda-feira, 14 de julho de 2008

Travada, mas nem tanto...

Eu não sei o que está acontecendo comigo. Me sinto bloqueada, travada. Não consigo desenvolver um bom texto e isso para mim é preocupante. É minha obrigação estar preparada todos os dias para escrever sobre qualquer assunto, situação, acontecimento...
E quanto mais me cobro, pior é. Sei que vocês sentem falta de novas publicações, mas posso garantir que eu sinto muito mais falta de escrever. Entrar no blog e ver uma postagem velha me deixa inquieta. Parece desleixo, desinteresse, falta de assunto e comprometimento.

É engraçado perceber como as coisas mudam. Quando criei este blog estava em um momento “meu”. Solteira, feliz com a faculdade e no trabalho também, curtindo os amigos e a família. Totalmente independente de tudo e todos! Estava solta. Desprendida de muita coisa ruím que não deixavam as coisas fluírem. Foi a época que eu entrei de cabeça no trabalho, que me dediquei mais a faculdade, aos amigos, a família. Estava mega ativa! Com idéias borbulhando na cabeça, e hoje... bom, hoje é outro momento. A fase que eu tanto sonhei pra mim. Pra variar eu vivi uma montanha-russa. Primeiro o ápice, de repente o fundo do poço e depois o ápice novamente. E não nego. Isso desgasta muito. Acaba com o estado emocional de qualquer criatura. Por vezes eu chorei. Muitas vezes me desesperei. Mas a benção de Deus foi ter amigos que me colocaram pra cima e me fizeram enxergar a situação de forma clara e a enfrentá-la como deveria: de cabeça erguida e com coragem.

Vocês sabem... eu encontrei um Homem com H maiúsculo, realmente. Maravilhoso! Que me proporciona a felicidade diária de estar viva. Que me deu a oportunidade de conhecer a dádiva que é amar e ser amada! Jorge. Para os mais íntimos, Júnior. Eis o nome do beija-flor. Ele que mudou minha vida para melhor. E ele não é o culpado pela minha falta de inspiração e pela minha falta de tempo para dedicar-me ao blog. Pelo contrário, ele é o maior responsável por esse momento tão lindo da minha vida. Tão especial e único. Ele realiza meus sonhos todos os dias. Com uma ligação de bom dia, com um bilhetinho, com uma cartinha escrita de madrugada, um beijo apaixonado, um abraço apertado, um olhar penetrante e sincero... Quando olho pra ele posso enxergar meu futuro... nosso futuro. E isso tem me dado forças para ir a luta, de ir em busca de mais objetivos.

O amor tranforma...

Foi a frase que ele me disse logo que nos conhecemos. Eu me transformei. De uma menina fria, cautelosa, medrosa em relação ao amor, virei uma mulher doce, meiga, carinhosa e que entrou de cabeça e se apaixonou. Sem pensar, deixei me envolver, sem amarras, cordas, ferraduras... Ele permitiu uma auto-descoberta. E tem coisa mais linda que essa?

O ano de 2008 posso afirmar com certeza que é o melhor da minha vida. Não consigo explicar em palavras tudo que tenho aprendido, vivenciado ao lado da família, dos amigos e do Júnior. No meu aniversário (10 de julho) eu senti o verdadeiro amor presente em cada coração, em cada olhar! Isso não tem preço!

Eu senti, mais que nunca que: “valeu a pena esperar”. Por tudo! Me senti recompensada por tanto sofrimento, por tanta falsidade e inveja que encontrei no meu caminho. Deus é maravilhoso e perfeito. Ele enxerga todas as situações e não nos dá nenhum desafio que não poderíamos suportar. E eu só tenho a agradecer à Ele por todas as bençãos que tem me dado!!!

Travada...de tempo, de momento...são fases. Me desculpem decepcioná-los com a minha ausência tão grande, mas espero que compreendam. Vou tentar voltar, mas dessa vez não prometo que será amanhã, ou depois, pois meus dias tem sido diferentes. A cada nascer do Sol (ou não), vivo e aprecio as novidades que Deus coloca em meu jardim. Agora eu aprendi que a vida é muito melhor quando podemos amar e confiar plenamente em alguém!!!

Beijos com carinho!!!

6 comentários:

Cris disse...

Mas que coisa mais linda esse texto!! Para quem estava sem inspiração, tah de excelente tamanho!!
"O amor transforma"....Nem me fale. Essa frase é tão perfeita quanto intensa. Eu dissertaria a respeito por várias e várias páginas e, nem assim, caberia. O bom é viver tudo o que isso significa.

beijos e muito, muito amor!

Vinícius Aguiar disse...

Como vc bem disse, são momentos... independente de sua inspiração pra escrever, ou da falta dela, o importante mesmo é que vc está feliz... isso é o resultado do que vc plantou durante sua vida, da forma como encarou seus problemas... e eu acho que todos gostariam de estar "travados" como vc está... seria maravilhoso! Beijos Flavinha, e parabéns!

ROSA E OLIVIER disse...

"Reis Magos, é tempo!
ofrecei bosques, várzeas e campos
á menina selvagem.
ela veioatrás das libélulas."...!?...

Saluto!

Alcides disse...

Flávia,

Não culpe-se nem se preocupe. Quanto mais sua ansiedade, menos inpiração. Nessa fase em que você se encontra, passam milhões de palavras em segundos pela sua cabeça. Sem se cobrar, tente captar uma cena, uma palavra ou uma frase. Como aquela: "O amor transforma..."
Seu blog por alguns dias ficou em silêncio. Mas lembre-se " No princípio era o Verbo...", e, segundo a Bíblia, as primeiras coisas foram criadas com palavras, simplesmente.
Ouça o seu silêncio e exponha-o calmamente em palavras relaxantes, cheias de s.

Um beijo!
Alcides

Bruna disse...

Nossa, e vc diz estar travada amiga, imagine quando destravar entao rsrsrs
vc sempre terá algo de bom para escrever, é um dom, não importa se há a inspiração ou não, basta começar, vc começou dizendo que estava "travada" e acabou escrevendo talvez até sem querer um texto lindo, íntimo e sincero. Parabéns!

te adoro demaisss

bjokas

Leandro Budugo disse...

Flá...
Como vc mesmo disse, são fases...
Todos nós passamos por elas, são como as estações do ano: verão, inverno, outono... primavera.

Na primavera, é tempo de apreciar as folhas, flores e frutos. O tempo está estável, nem seco, nem muito úmido, nem tão quente e nem tão frio... é a estação do amor. E o AMOR está em vc, Lótus.

Lembre-se: A primavera chegou pra todos nós... e a sua ausência é por um bom motivo, e nós seus leitores, perdoamos! =]

Minha linda... é só uma fase. Já que está tão "com você mesma + Jú", curta. Viva intensamente. Foi o que você sempre me disse lembra?

Beijo do visitante assíduo do eu jardim.

Le Bú! ^^"