terça-feira, 20 de maio de 2008

Bem-estar

Caminhar entre árvores floridas, ouvir o cantar dos pássaros. Sentir o calor do Sol aquecer o frio do outono. Olhar pro alto e ver os desenhos das nuvens que colorem o céu azul com sua tinta branca. Sentir o perfume das rosas no jardim, fechar os olhos e imaginar os mais diversos cenários, deixando o vento bater no rosto sem recuar...

Deixar a vida seguir o fluxo natural. Não se importar em chorar, em sofrer. Sentir no peito que tudo é passageiro. Que nada daquilo é eterno. E que um dia tudo será recompensado. Acreditar!

Olhar para trás e perceber que para tudo houve um motivo. Por mais que tenha sido doloroso, foi possível crescer e amadurecer.

Viver e deixar viver...
Beijos!

4 comentários:

Vinícius Aguiar disse...

Me surpreende a intimidade que você tem com esses "pequenos" elementos que podem efeitar a nossa vida, sempre tão corrida. Tantas coisas que nos passam despercebidas e que podem nos trazer tantas felicidades... seus textos estão sempre repletos desses elementos, como uma forma de transmitir a todos nós que apesar dos contratempos, a vida pode sim ser maravilhosa!!

Beijos Flavinha!

Bruna Souza disse...

Flor, fiquei um tempinho sem acessar os blogs, mas finalmente apareci e li todos os seus texto.
Eles estão simplesmente maravilhosos, de verdade...têm um bom fluxo, são gostosos de ler...
Parabéns amiga!

Alcides disse...

"Viva e deixe viver"

Sempre gostei desta frase, coloco-a em pr�tica e vivo escrevendo sempre que posso.

Um beijo!
Alcides

Cris disse...

Amiga!

Muito bem colocado? viver e deixar viver! To bem nessa. To contigo!

belo texto!

bjocas!