quinta-feira, 19 de junho de 2008

Importância

Pegando um gancho no post do meu amigo Leandro, o que é realmente importante para você? Muito dinheiro, status, poder? Um amigo verdadeiro, uma família unida, sucesso profissional, um amor?
Por diversas vezes me pego pensando no mundo, nas pessoas... em como os valores estão invertidos. O quanto ser desonesto é bacana e ser correto é dar um motivo para chacotas. Que o sexo é fácil e sem amor. Que o barato da garotada é beijar 20 em uma balada. Que as mulheres acham legal sair de vestido sem calcinha...ter que ouvir funks chamando as mulheres de cachorras e ainda ter que ve-las dançando de forma “sensual”, aceitando os insultos. Saber que políticos corruptos enchem os bolsos e ficam impunes rindo na cara dos cidadãos, ler uma notícia no jornal dizendo que crianças morrem de fome no nordeste.

Tudo isso passa por milésimos de segundos em minha mente e assim começo a enxergar a minha vida. Os meus valores, meus ideias, minha ética, moral, educação... de onde veio tudo isso? Dos meus pais, da estrutura que eles contruíram, dos valores que me ensinaram. A importância da postura honesta e correta, de comportamento, de respeito, do valor à família, aos amigos.

Diante de tudo isso, o que realmente importa para mim é o amor, a amizade, o caráter. valorizar a família e os amigos. Respeitar o espaço do próximo, suas opções, concepções. Fazer o bem sem esperar nada em troca, dar um abraço apertado, um sorriso, um beijo, um carinho, um cafuné...

Não consigo imaginar minha vida sem minha família linda, meu namorado maravilhoso, meus amigos...como é bom saber que poderei contar com eles em qualquer momento, em qualquer situação.

Então, acredito que devemos dar valor e colocar AS PESSOAS como mais importantes em nossas vidas. As pessoas que nos fazem bem, que cuidam de nós, que se interessam pelo nosso universo e fazem de tudo para nos deixar felizes!!!

Dê importância ao que vale a pena! Seu coração sabe decifrar!

PS: Perdoem-me novamente pela ausência. Passei por momentos borbulhantes de felicidade, rs! Estou de volta!

Beijos! :)

3 comentários:

Vinícius Aguiar disse...

Post perfeito Flavinha, sem tirar nem por! Tenho falado bastante a respeito dessa inversão de valores e de caráter que enfrentamos diariamente e que me deixa muito deprimido... não aceito esse "sistema" onde as COISAS são maiores que as PESSOAS! Mas tenho fé em Deus... uma hora isso muda!
beijos e aparece!

Alcides disse...

Oi Flávia!!

É dando importância a coisas pequenas que crescemos e nos fortalecemos. Pena qua a correria da nossa rotina impede-nos de ver tantas "coisinhas" a nossa volta. A semana passada eu estava promovendo um evento num shopping aqui em guarulhos. Correndo igual um louco, consegui ver no estacionamento um senhor de uns 70
anos numa moto tipo triciclo. A uns 10 metros dele uma senhora de seus 60, parecia paquerar o "rapaz". Lamentei não estar com a máquina fotográfica no momento, mas essa imagem ficou registrada em minha mente.
E viva o amor!
Beijos!
Alcides

Thiago Vieira disse...

Parabéns!
Se conseguirmos, Flavinha, disseminar tais conceitos, tenho certeza que nosso mundo será um pouco melhor para todos.
Ta aí um desafio pra nós: fazermos a diferença naqueles que estão ao nosso redor! Mostrarmos aos que nos percebem que um mundo melhor é possível, quando príncípios como o respeito, o amor, a bondade e a sinceridade se tornarem latentes em nossa rotina.
O amor é, sem dúvida, o dom maior de Deus. E as pessoas, o maior canal deste amor!

Beijos, ótima semana!