quarta-feira, 12 de março de 2008

Amado pentelho

Novembro/1986. Eu com 2 anos e Cesar com 2 meses.

Cheguei primeiro
Toda atenção era dispensada a mim
Era mimada
O quarto era só meu
As paredes eram rosas
Havia uma cama
Bichos de pelúcia
Casinhas de bonecas
E um cachorro
Tudo meu
Quando a barriga da minha mãe começou a crescer
Eu já não era o centro das atenções
Tive que me acostumar com um ser que nunca havia visto
A mamãe dizia que ele chutava
E que sentia queimação
E eu entendia isso?
Cara chato, nem tinha chegado e já perturbava
Ele chegou
Parecia um ursinho branco
Com pêlos pretos na cabeça
Eu só ficava olhando curiosa
Até achava engraçado ver ele com a mamadeira na mão
Quando menos esperava, ele me dava um sorriso...
Tinha uma bocona...
Crescemos juntos...
Ele puxava meu cabelo
E eu dava beliscões naqueles braços gordinhos
Por pirraça ele não deixava eu brincar no video game
Depois de alguns minutos
Já estávamos brincando de dominó
O tempo passou...
Chorei quando ele entrou na faculdade, quando saiu para a balada a primeira vez e quando saiu pra trabalhar. O primeiro emprego. Além de irmão, é meu amigo, meu companheiro, um dos três alicerces da minha vida!
Meu irmão, Te Amo!

Faltava um texto pra ele. Ao lado dele, tive uma infância maravilhosa. Crescemos e aprendemos juntos o valor à família, aos amigos, a religião e tantas outras coisas que nos tornaram seres humanos melhores. Nossos pais foram e são maravilhosos em todos os aspectos.

Beijos, boa quarta! :)

2 comentários:

Bruna Souza disse...

Simplesmente lindo!
Flor de lótus da minha vida, te adoro! e obrigada pelo comentário do meu último post, eu sim que te admiro demais!!!
e além de editora, fotógrafa, agora é porta!!!
vc é perfeita!!!!!!!

bjos minha amiga do coração!!!!!!!!!

Cris disse...

Que lindo, Fla! Um texto dedicado ao seu irmao!...depois do pai e da mae, com mesmo que nao faltasse o do irmao, neh?

Muito lindo, querida. Parabens!